Startup com bicicleta elétrica que atinge 48km/h aposta no mercado americano

Bicicleta Elétrica Smide

Nos estados Unidos, Bird e Lime estão caminhando juntos, apoiados por centenas de milhões em capital de risco na revolução da mobilidade nas cidades americanas oferecendo scooter e bicicletas elétricas.

Mas ainda há muitas empresas esperando dominar o mercado ainda emergente de micromobilidade, dada a sua promessa. Entre eles, a Bond Mobility, uma startup de três anos de idade, sediada em Palo Alto, na Califórnia, e Zurique, na Suíça, que diz que suas bicicletas elétricas deixarão as scooters elétricas na poeira.

Os investidores acham que a empresa pode estar certa, eles acreditam que há um certo tanto que o New Mobility Group da DENSO, que inclui a Toyota e o SoftBank, forneceu US $ 20 milhões em financiamento para os iniciantes, cujos veículos podem viajar a até 48 quilômetros por hora. Isso é o dobro do que as empresas de scooters elétricos decidiram que é uma velocidade segura. Isso repercutiu igual o Bomba Insta na internet.

Ciclomotores elétricos como o da Scoot têm uma velocidade máxima de 30 quilômetros por hora e exigem apenas um pouco de instrução no aplicativo. No entanto, Bond também não os vê como concorrentes diretos, talvez porque eles devam estar estacionados em vagas dedicadas em estacionamento, enquanto as bicicletas elétricas sem logomarcas podem ser estacionadas em praticamente qualquer lugar (para o bem ou para o mal).

Se é ou não uma boa ideia viajar tão rápido em uma bicicleta em um ambiente urbano, aparentemente cabe ao cliente decidir. Embora as bicicletas de Bond estejam disponíveis apenas por enquanto em Zurique e Berna, na Suíça, elas estão chegando aos EUA em breve, diz a empresa, e uma brecha nas leis da Califórnia pode ajudar. Ou seja, qualquer moto que não consiga percorrer mais de 30 milhas por hora pode ser alugada com apenas uma licença de carro no Golden State. Alguns estados são ainda mais frouxos quando se trata de veículos motorizados.

Talvez não seja coincidência que o fundador de Bond, Kirt McMaster, tenha se mostrado um pouco arriscado no passado. McMaster fundou a Cyanogen, um sistema operacional de código aberto para dispositivos móveis que foi baseado na plataforma móvel Android e que consumiu pelo menos US $ 115 milhões em capital de risco, incluindo da Andreessen Horowitz, Tencent e Benchmark, antes de fechar em dezembro. de 2016.

Até então, McMaster – que se orgulhou de uma vez da Cyanogen, falando “Estamos colocando uma bala na cabeça do Google” – estava desaparecido. Ele foi demitido meses antes e substituído por um novo CEO mas aparentemente era tarde demais para mudar as coisas. Logo depois, ele voltou suas atenções para o mundo dos transportes.

É claro que a Bond – que opera na Suíça como Smide e usa hardware da empresa suíça de bicicletas elétricas Stromer – ainda tem que provar que pode competir em solo norte-americano, quanto outros lugares da Europa. Mas McMaster aparentemente não perdeu sua propensão para falar sobre seus produtos nesse meio tempo. Como ele disse ao Business Insider mais cedo hoje, em sua opinião, a “e-bike de velocidade é o predador principal” que pode simplesmente matar “caras de scooters”, até então bem mais financiados se tudo correr como planejado.

McMaster é inteligente para tentar. De acordo com um estudo recente da McKinsey, mais de um quarto da população mundial vive em cidades com mais de um milhão de habitantes, e a velocidade dos veículos em muitos desses lugares agora é de 9 quilômetros por hora, tornando as alternativas altamente atraentes. De fato, em 2030, o mercado de micromobilidade deverá atingir de US $ 200 bilhões a US $ 300 bilhões nos Estados Unidos, US $ 100 bilhões a US $ 150 bilhões na Europa e US $ 30 bilhões a US $ 50 bilhões na China.

Certamente, é muito mais fácil aumentar os recursos de micromobilidade do que qualquer tipo de empresa de compartilhamento baseado em carro, conforme observa o mesmo estudo da McKinsey. Além disso, os novos patrocinadores de Bond já têm muitos desses tipos de apostas.

Agora é esperar para ver. Nós que adoramos tecnologia e inovação, torcemos para que cada dia tenha mais opção de mobilidade.

Deixe um comentário